livros · resenhas

Resenha: A Rainha Vermelha

Olá fãs de um mundo distópico ❤

Se você está à procura de uma distopia que tem ação e aventura do início ao fim e com um toque de realeza, então venha conhecer o mundo de Mare Barrow!!


CAPA-A-Rainha-Vermelha

Título: A Rainha Vermelha

Autor(a): Victoria Aveyard

Editora: Seguinte

Gênero: Distopia

Páginas: 422

Sinopse: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?


rainha vermelha2
“Todo mundo pode trair todo mundo”
Mare Barrow vive em um mundo onde as pessoas são divididas pela cor do sangue. Vermelhos são aqueles que vivem à serviço da realeza, trabalham e lutam pela elite, quase não conhecem a paz ou o sossego. Prateados são vistos como deuses na terra, possuem poderes especiais e vivem no conforto da capital, aproveitando-se de todo o trabalho feito por Vermelhos.

Mare rouba para ajudar no sustento de sua família. Não possui ocupação alguma, e, por isso, quando completar 18 anos, será recrutada para a guerra. Entretanto, uma esperança lhe aparece, quando Mare encontra-se com um jovem misterioso, que lhe oferece um emprego como criada no palácio do rei. A oportunidade parece perfeita, porém ela não faz ideia de que esse emprego irá lhe causar rumos inimagináveis em sua vida.

Em seu primeiro dia, ela tem que trabalhar na Prova Real, um evento em que jovens prateadas demonstram seus poderes para serem escolhidas como a próxima princesa. Todavia, durante a Prova, um pequeno acidente ocorre com Mare, e eletricidade sai de seu corpo, o que é tecnicamente estranho, já que ela é uma Vermelha.

A partir de então, uma série de reviravoltas ocorre na vida de Mare. Agora que descobriu seus poderes ocultos, ela faz parte de uma das Grandes Casas, participando da rotina da realeza, e também se junta a um grupo que luta contra toda essa opressão feita pelos Prateados.

rainha vermelha3
“Você precisa saber a diferença entre segredos e mentiras”
A Rainha Vermelha possui como principal tema a distinção entre Vermelhos e Prateados, sendo os primeiros oprimidos por toda a realeza. Isso remete também a distinção de raças e todo o preconceito que atinge a humanidade, consequentemente, durante a história, um grupo rebelde acaba se formando, com o intuito de acabar com toda essa sociedade fragmentada.

A narração em primeira pessoa, traz uma forte convicção, sendo que, por vezes, passamos despercebidos por alguns personagens, já que Mare deixa-se levar por seus sentimentos e crenças, apesar de ser uma personagem extremamente teimosa e que visa os seus ideais.

A personagem Mare é tida como a protagonista da história, sendo ela uma personificação de uma mulher forte, que não deixa de lado a causa pela qual luta, sendo assim, caso você espere altas cenas de romance, isso quase não irá acontecer, apesar dos príncipes serem apaixonantes.

Cal e Maven são os príncipes com personalidades diferentes. O primeiro é um forte guerreiro, comprometido com suas obrigações, o herdeiro perfeito. Já o outro vive às sombras do irmão, tímido, misterioso e reservado. Mas se quer uma dica, não se apegue muito a eles.

Engana-se quem está procurando uma distopia com originalidade, já que A Rainha Vermelha lembra uma mistura de Jogos Vorazes, X-Men e A Seleção (Apesar deste último eu não ter lido ainda). Então, não crie altas expectativas para está história.

A leitura é rápida e envolvente com um final de tirar o fôlego, confesso que se tornou uma das minhas distopias favoritas ♥

Então, o que você está esperando para embarcar no mundo de Mare Barrow?!


E vocês, já leram? O que acharam? Interessaram-se? Contem-me tudo aqui nos comentários ♥

{Fotos feitas por mim}

Um beijão ❤

 

 

 

 

Anúncios

37 comentários em “Resenha: A Rainha Vermelha

  1. O livro me parece bem tentador. Sabe, essa fração de vermelhos e pratas, é como um império, não? Imagino que seja uma aventura a embarcar, entre magias, personalidades (gosto muito disso, rs) e tramas. Interessante e convincente Natália. P.S: as flores na foto impactaram o teorema da coisa do sangue.
    🙂

    Curtido por 1 pessoa

    1. Fico feliz que tenha gostado Lou!! Eu AMEI esse livro e super recomendo a leitura, também amo distopias e já li 1984 siim, é uma das distopias que mais gosto e que nos faz refletir bastante, pode deixar que irei ver a resenha lá siim :))
      Um beijão ❤

      Curtir

  2. Ola Nat, tudo bem? Garota, o que você fez comigo? Depois de comprar 6 livros esse mês, prometi que não ia comprar mais nada. Aí você vem, e faz a resenha desse livro incrível que faz séculos que eu quero ler, e desperta ainda mais a minha vontade. Estou muito ansiosa para ler, parece realmente maravilhoso. Amei a resenha e as fotos. Beijos ❤

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s